quarta-feira, 3 de maio de 2017

COMO PLANTAR COUVE-FLOR - HORTA URBANA #6

Brassica oleracea Grupo Botrytis ou Brassica oleracea variedade botrytis

A couve-flor é uma planta da mesma espécie que a couve e o repolho, mas produz uma cabeça que consiste de botões florais mal desenvolvidos. Cultivares com cabeças brancas são as mais comuns, mas há cultivares com cabeças laranjas, roxas e verdes, incluindo os chamados brócolis-romanescos, que são realmente couves-flores e não brócolis.


Consideradas mais difíceis de cultivar que outras couves, as couves-flores são menos tolerantes de condições extremas de temperatura e de condições inadequadas de cultivo, como falta de água e deficiências de nutrientes no solo.

Clima



É considerada uma hortaliça típica de clima frio ou ameno, mas há cultivares para plantio durante a primavera e o verão. Contudo, a couve-flor é menos tolerante a baixas e altas temperaturas do que outras plantas de sua espécie, como o repolho e a couve. A temperatura ideal para o seu cultivo situa-se entre 15°C e 20°C.

Luminosidade

Deve ser cultivada em condições de alta luminosidade, com luz solar direta pelo menos algumas horas por dia.

Solo

Esta planta precisa de solo bem drenado, fértil, com boa disponibilidade de nitrogênio, rico em matéria orgânica, com pH entre 6 e 7.

A couve-flor precisa do micronutriente boro para se desenvolver corretamente. Sintomas da deficiência de boro incluem caules ocos e cabeças pequenas e pouco compactas, podendo apresentar manchas amarronzadas parecidas com queimaduras. Se o solo for deficiente em boro, é necessário usar um adubo que contenha este micronutriente ou aplicar no solo bórax ou ácido bórico, ou alternativamente aspergir as folhas das plantas com uma solução de ácido bórico. A solução pode ser preparada utilizando-se 2 gramas de ácido bórico para cada 5 litros de água. Tais procedimentos devem ser feitos apenas quando realmente necessários, pois o excesso de boro no solo também é prejudicial.

Irrigação

A couve-flor deve ser irrigada com frequência, de forma que o solo fique sempre úmido, mas sem ficar encharcado. A couve-flor é muito sensível a falta de água no solo.

Plantio

As sementes são geralmente semeadas em sementeiras, vasos ou canteiros, e são transplantadas quando as mudas têm de 4 a 6 folhas para o local definitivo. As sementes também podem ser semeadas diretamente na horta, retirando-se posteriormente o excesso de plantas de forma a atingir o espaçamento recomendado para a cultivar utilizada. As sementes podem ser semeadas a uma profundidade de aproximadamente 1 cm e geralmente germinam em menos de uma ou duas semanas.

A distância entre as linhas de plantio pode ser de 60 a 90 cm. Cultivares de verão podem ficar espaçadas de 45 a 60 cm. Cultivares de inverno precisam de um espaçamento de 50 a 75 cm. Para mini couves-flores use um espaçamento de 15 a 40 cm entre plantas.

Tratos culturais

Retire as plantas invasoras que estiverem concorrendo por nutrientes e recursos.

Para as couves-flores de cor branca é normalmente necessário juntar algumas folhas da planta de forma a cobrir a cabeça da couve-flor enquanto esta cresce, amarrando-as com um elástico ou com barbante. Cabeças que ficam expostas ao sol tornam-se amareladas ou amarelo-esverdeadas. A exceção são algumas cultivares que têm folhas que crescem naturalmente para cima, cobrindo a cabeça, de forma que este procedimento geralmente não é necessário.


Colheita

O tempo necessário para fazer a colheita da couve-flor varia muito, podendo ocorrer de 60 a 280 dias após a semeadura, conforme a cultivar utilizada. Colha a couve-flor enquanto ela está firme e com uma aparência compacta. Quando os brotos da cabeça começam a se separar já passou do ponto de colheita, sendo de pior qualidade a couve-flor obtida.

Para colher, corte o caule de forma a manter algumas folhas para ajudar a proteger a cabeça, pois esta pode ser danificada facilmente. As folhas da couve-flor também podem ser consumidas.

Fonte: hortas.info 

Nenhum comentário:

Postar um comentário